abr 232017
 
Explicando "Personal Shopper"

Personal Shopper (2016 – França/Alemanha)   Antes de prosseguir, eu quero deixar claro que essas são as minhas impressões sobre o filme (existem outras) e fique ciente de que o texto CONTÊM SPOILERS. Então, se não viu o filme, vá assistir e volte aqui para ler e discutir conosco.   Do cineasta francês Olivier Assayas, o drama de mistério é uma história sobre fantasmas, contudo, vai além disso quando também se empenha em discutir sobre a dor da perda. Na trama, Kristen Stewart (em outra parceria com Assayas) é a personal shopper Maureen Cartwright. A


Contos do Horror Alternativo Apresenta: O Relógio de Parede

 Atualizações  Comentários desativados em Contos do Horror Alternativo Apresenta: O Relógio de Parede
abr 232017
 
Contos do Horror Alternativo Apresenta: O Relógio de Parede

As batidas compassadas do relógio há marcar as horas, tão vigorosas e constantes, contrastam com as de meu coração que a cada minuto se torna mais fraco, alertando que meu fim será breve. Nesta triste e velha cama de hospital, o melancólico relógio que se destaca negro e acusador na cama à minha frente, infelizmente é a única companhia que me resta nestes tristes instantes de agonia e dor. Abandonado por todos que falsamente diziam me amar, me deixei abater pelos problemas, ficando à mercê de conflitos e desafios que pouco a pouco flagelaram meu


Crítica: Corra!

 Atualizações  Comentários desativados em Crítica: Corra!
abr 212017
 
Crítica: Corra!

  CORRA! (Get Out – 2017 – EUA) Duração: 103 minutos Direção e roteiro: Jordan Peele Elenco: Daniel Kaluuya, Allison Williams, Bradley Whitford, Catherine Keener, Caleb Landry Jones, Lil Rel Howery, Stephen Root, Lakeith Stanfield. Bebendo da fonte de alguns filmes clássicos (que não vale nem a menção aqui para não estragar a experiência – o mesmo conselho se aplica ao detalhado trailer), Corra! pode até ser previsível (alguns chamariam clichê), contudo, sua genialidade reside no que se apoia como plano de fundo para dar vida a esse suspense angustiante. Na trama, Chris (Daniel Kaluuya)


Contos do Horror Alternativo Apresenta: Obra De Arte

 Atualizações  Comentários desativados em Contos do Horror Alternativo Apresenta: Obra De Arte
abr 102017
 
Contos do Horror Alternativo Apresenta: Obra De Arte

Ninguém nunca entenderia a natureza de minha mais verdadeira felicidade. Eu sou um bom homem, alguém gentil e honesto. Sempre pensei, e ainda penso, que a melhor batalha é aquela evitada. Atualmente eu tenho quarenta e cinco anos e sou um morador das ruas, mas não me julgue antes de saber minha história, a qual causaria arrepios em qualquer homem são. Há exatamente dez anos eu estava passeando pela cidade com a família, minha linda esposa e meus alegres três filhos. Estávamos caminhando pela vizinhança, eu de mãos dadas com a minha esposa, meus filhos


Contos do Horror Alternativo Apresenta: Pré-Mentira

 Atualizações  Comentários desativados em Contos do Horror Alternativo Apresenta: Pré-Mentira
abr 062017
 
Contos do Horror Alternativo Apresenta: Pré-Mentira

“– Raphael may amech zabi almi – gritou o gigante. – Ó alma tola – respondeu Virgílio – fica com essa tua trompa, que está presa a teu peito, e faze uso dela para descarregar tua raiva! – e depois voltou-se para mim – Ele mesmo se acusa. Ele é Nemrod, o construtor da torre de Babel. Para ele, língua alguma faz sentido, portanto vamos deixá-lo, pois é perda de tempo tentar falar com ele”. (Dante Alighieri – A Divina Comédia – Canto XXXI) “ Ele era o melhor investigador de toda a cidade, conhecido


Contos do Horror Alternativo Apresenta: Fardo

 Atualizações  Comentários desativados em Contos do Horror Alternativo Apresenta: Fardo
abr 032017
 
Contos do Horror Alternativo Apresenta: Fardo

  Voltando para a casa após o término do dia letivo, a turma de trombadinhas do bairro, liderada por Pedrinho, apronta pelas ruas e calçadas desgastadas. Chutam baldes de lixos, caixas de papelão e garrafas pets, gritam asneiras para os moradores e espantam os animais que acham pelo caminho. A última parada antes de voltar para seu lar, Pedrinho vê as janelas fechadas da residência de sua vizinha, algo incomum na rotina daquela idosa. A velha maritaca grita e balança as asas no interior de sua gaiola pendurada na varanda, o que desperta uma ou


Seo Packages
error: Gratos por sua visita!